Sempre Alerta!

Ser Escuteiro é…

Ao entrar para os Escuteiros, não entras apenas para o AESA nem para o LGS, entras para um movimento mundial que hoje conta com cerca de 50 milhões de Escuteiros em mais 224 países e territórios do mundo. Mais de 300 milhões de pessoas já viveram o ideal escutista, desde que o Escutismo foi fundado, em 1907, por Lord Baden-Powell of Gilwell, afetuosamente conhecido como B.P.

Na Consciência e Atitudes

É viver um ideal que se resume em três Princípios. É viver de acordo com uma Lei com 10 artigos. É comprometer-se consigo próprio e com os outros a ser melhor, através da Promessa.

Princípios do Escuta
O Escuta orgulha-se da sua Fé e por ela orienta toda a sua vida
O Escuta é bom cidadão
O dever do Escuta começa em casa

Lei do Escuta
1. A Honra do Escuta inspira confiança.
2. O Escuta é Leal.
3. O Escuta é útil e pratica diariamente uma boa ação.
4. O Escuta é amigo de todos e irmão de todos os outros Escutas.
5. O Escuta é delicado e respeitador.
6. O Escuta protege as plantas e os animais.
7. O Escuta é obediente.
8. O Escuta tem sempre boa disposição de espírito.
9. O Escuta é sóbrio, económico e respeitador do bem alheio.
10. O Escuta é puro nos pensamentos, nas palavras e nas ações.

Promessa do Escuta
Prometo, pela minha honra e com a graça de Deus, fazer todo o possível por:
– Cumprir os meus deveres para com Deus, a Igreja e a Pátria;
– Auxiliar o meu semelhante em todas as circunstâncias;
– Obedecer à Lei do Escuta.

Oração do Escuta
Senhor Jesus
Ensinai-me a ser generoso,
A servir-Vos como Vós o mereceis,
A dar-me sem medida,
A combater sem cuidar das feridas,
A trabalhar sem procurar descanso,
A gastar-me sem esperar outra recompensa,
Senão saber que faço a Vossa vontade santa.

Amén.

Na Sociedade

Ser Escuteiro é viveres coerentemente com a Fé e o ideal que assumiste em cada momento da tua vida, onde e com quem quer que te encontres.
Ser exemplo de aprumo e rectidão, ser digno de confiança, estar alerta e colocar-se ao serviço dos que necessitam, são elementos que distinguem um Escuteiro na multidão. O teu desafio é seres este Escuteiro que se distingue na multidão, e, para tal, desafiamos-te a criares o hábito de diariamente praticar uma boa-acção (não é cumprires os teus deveres; isso são deveres, deves cumpri-los… é fazer algo mais, algo de tua iniciativa para ajudar ou satisfazer alguém…).

No Mundo

Ser Escuteiro é fazer parte de uma fraternidade mundial, com cerca de 50 milhões de Escuteiros, espalhados por quase todos os países e territórios do mundo. É fazer parte de um movimento por onde já passaram cerca de 300 milhões de pessoas de todo o mundo, de muitas culturas e religiões. No Luxemburgo, existem cerca de 8 mil Escuteiros.

Na Patrulha/Equipa/Tribo

Cada Escuteiro encontra-se integrado numa Patrulha (IIª Secção), numa Equipa (IIIª Secção) ou numa Tribo (IVª Secção). Aí, o escuteiro é chamado – assim como todos os outros elementos – a assumir um cargo ou uma função, pela qual é responsável e à qual te deves dedicar empenhadamente, sob a coordenação do teu Guia.

No Agrupamento

O Agrupamento é o grupo de Escuteiros, encontra-se inserido numa Paróquia, fazendo parte da Igreja local e – com esta – da Igreja Universal.
No Agrupamento, os Escuteiros organizam-se por Secções, consoante as idades. Assim, existem os Lobitos (7-11 anos) que vivem na Alcateia (Iª Secção), os Exploradores (11-14 anos) que vivem na Expedição (IIª Secção), os Pioneiros (14-18 anos) que vivem na Comunidade (IIIª Secção) e os Caminheiros (18-22 anos) que vivem no Clã (IVª Secção). Cada Secção tem uma Chefia, composta por Dirigentes ou Candidatos a Dirigentes, existindo ainda – ao nível geral do Agrupamento – um Chefe de Agrupamento (e seu Adjunto), um Assistente de Agrupamento (por regra, o Pároco) e um Secretário e um Tesoureiro de Agrupamento.

4 secções, 1 método

O método escutista, elemento pedagógico original e identitário do Escutismo, criado por Lord Baden-Powell of Gilwell, é um sistema de auto-educação progressiva, baseado em sete elementos igualmente relevantes, conforme a figura abaixo.

Aprender Fazendo

A experimentação alarga horizontes, construindo conhecimento de forma prática e envolvendo a criança/jovem.

Sistema de Progressão Pessoal

Procurar ser cada vez mais e melhor, desafiando limites e estabelecendo novas metas a alcançar, tendo noção dos seus limites e das suas capacidades

Relação Educativa Jovem-Adulto

Construir uma relação de confiança com alguém que ajuda, prepara, apoia, encoraja, aconselha e educa.
Os escuteiros são uma força social que promove uma cultura de paz, formando os seus membros para que estes tenham uma contribuição construtiva nas suas comunidades.

Mística e Simbologia

Transportar a criança/jovem da imaginação à realidade, dos heróis e das lendas às personagens de carne e osso, da história e da Fé para a vivência no Homem Novo.

Lei e Promessa

Contribuir para a interiorização de regras sociais (através do jogo e dos valores universais), ajudando a desenvolver um código de conduta próprio ao qual voluntariamente aderem.

Sistema de Patrulhas

Proporcionar o crescer em pequenos grupos, onde a relação com os pares e o assumir de responsabilidades são componentes essenciais de um ensaio para a vida futura em sociedade.

Vida na Natureza

Beber o que a Natureza nos oferece, ambiente privilegiado onde as conquistas e os erros ganham igual valor pedagógico.